sexta-feira, 17 de março de 2017

Joyce Cândido faz apresentação no Teatro Municipal de Parnamirim, no dia 29/3


A carreira da cantora paulista Joyce Candido é vasta e diversa.
Estudou piano no Conservatório Carlos Gomes, em Marília – SP e se formou em música pela Universidade Estadual de Londrina – UEL, no Paraná.
Estreou na indústria da música em 2006 com seu primeiro CD “Panapaná”, produzido por João Vidotti.
Em 2008 se mudou para Nova Iorque onde estudou canto, dança e teatro no Broadway Dance Center. Dois anos depois ganhou o prêmio de ” Melhor Cantora Brasileira nos Estados Unidos ” do Brazilian International Press Awards ao lado de Marcos Valle.
De volta ao Brasil em 2011, Joyce foi convidada a lançar seu segundo álbum pela Biscoito Fino.  O CD “O Bom e Velho Samba Novo” tem produção de Alceu Maia, músico e produtor de vários artistas tais como Diogo Nogueira e Beth Carvalho.
Em 2013, o projeto ganhou a versão ao vivo, CD e DVD, lançado pela Warner Music, dirigido por Bibi Ferreira  “É um prazer trabalhar com quem sabe o que faz, ela é profissional e comprometida. Uma grande cantora, uma linda pessoa e veio para ficar.” O DVD contou com a participação de ícones como João Bosco, Elza Soares, Carlinhos de Jesus e Toninho Geraes.
Em 2015, lançou o EP  "O que sinto" (título da música de sua autoria e de Roberto Pontes), também pela Warner Music.
Fez participação especial no show de Bibi Ferreira,  de Padre Fábio de Melo, de Toquinho, de Milton Nascimento e no DVD Sambabook de Jorge Aragão. Com seu samba elegante, Joyce Cândido já representou o Brasil em diversos eventos europeus, como Womex Hungria e Espanha 2015 e 2016, , Midem 2014 em Cannes, França, e o Centenário do Samba em Portugal.
Em 2016 se apresentou em diversos países incluindo Espanha, Hungria, República Tcheca, Holanda, Portugal, França, Itália, Alemanha, Itália e Inglaterra.
Se apresentou no Programa do Jô e no início de 2017 participou do programa Domingão do Faustão onde lançou a música  "Vida que Vai"  parceria com o músico e produtor Dadi Carvalho.
O novo show, "Fino trato" traz composições autorais e uma diversidade rítmica que vai além do samba. O show será lançado no Circo Voador, dia 02/03 e segue para as cidades de Recife, Parnamirim/Natal e Salvador, ainda em março.
Joyce vem se destacando como uma das vozes mais promissoras da música brasileira.

TEATRO MUNICIPAL DE PARNAMIRIM
QUARTA, 29 DE MARÇO
HORA: 20:00 HORAS.
CLASSIFICAÇÃO: LIVRE
R$ 60,00 INTEIRA E R$ 30,00 MEIA ( ESTUDANTES, IDOSOS, PROFESSORES ESTADO E MUNICÍPIO COMPROVANDO )
ONDE ESTAMOS VENDENDO?
Gosto & Sabor- Restaurante e Pizzaria - FONES: 3272-1322/ 3272-3885 .


MAIS INFORMAÇÕES: RONALDO NEGROMONTE 9 9405-2806(Zap).

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Programa Parnamirim Musical movimenta cena artística da cidade



 Projeto incluiu incubadora de artistas, shows e oficinas voltadas à produção musical
A cena musical de Parnamirim acaba de ganhar um programa para chamar de seu. A Fundação Parnamirim de Cultura lança no próximo dia 04 de julho o Programa Parnamirim Musical. O projeto é focado na formação e difusão dos artistas da cidade e vai atuar em diferentes frentes na área. “O Parnamirim Musical é um programa especial para a Prefeitura de Parnamirim porque ele é focado na criação e na produção musical dos nossos artistas, gerando uma cena da música alternativa no município além de unir formação e difusão cultural numa mesma proposta”, diz Haroldo Gomes, presidente da Fundação Parnamirim de Cultura.
Na parte dos shows o projeto prevê a continuidade do “Som do Beco”, tradicional ponto de encontro de músicos da cidade e que foi realizado durante todo o ano passado com bastante sucesso de público e crítica, recebendo inclusive artistas internacionais da Alemanha, França e Chile junto com bandas do município. Além do “Som do Beco” também fica garantido um espaço para o rock e novas tendências da música pop durante o carnaval de 2016.
            Na parte de formação, o Programa Parnamirim Musical vai oferecer oficinas sobre gravação e divulgação de áudios, gestão de carreira e circulação de produtos culturais, divididos em quatro módulos específicos, todos oferecidos gratuitamente à comunidade artística da cidade.
            Completa ainda o programa o registro de cinco EPs de bandas de Parnamirim, com todo o processo de gravação, mixagem e masterização dos áudios pagos pelo projeto e ainda a divulgação dos trabalhos nas plataformas online como Spotify, Deezer, Rdio, Itunes, GooglePlay, entre outras.
Os artistas de Parnamirim participantes das atividades serão selecionados através de chamada pública que será divulgada a partir de 04 de julho no Facebook da Fundação de Cultura e nas demais redes sociais da prefeitura. “Consideramos o programa um vital avanço para os artistas do município, são poucas cidades que tem programas específicos para música e sem dúvida é uma vitória da classe. Tomara que tenhamos êxito nesse primeiro ano para garantir a continuidade do projeto por mais tempo”, fala Anderson Foca da Associação Cultural Dosol, que é um dos coordenadores do projeto.
 

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Carnaval Multicultural do Beco do Picado: uma alegre epidemia



 
Foto: Tião Pereira
 Haroldo Gomes
O Carnaval Multicultural do Beco do Picado 2015 promovido pela Prefeitura de Parnamirim, através de sua Fundação de Cultura, chegou para ficar. Foram 8 (oito) dias de atividades, entre prévias e eventos no centro da cidade, na Cohabinal e em Nova Parnamirim. Mais de 40 (quarenta) apresentações musicais e culturais, selecionadas através de Edital Público, numa variedade de estilos, com muita criatividade e irreverência, que enriqueceu o Carnaval de Parnamirim.
No centro da cidade, cerca de 20 (vinte) ambulantes se estabeleceram, além dos dois bares que funcionam no Beco do Picado, e, ao final, vários procuraram a Fundação Parnamirim de Cultura para elogiar a iniciativa e dizer que foi uma boa oportunidade de comercialização de seus produtos.
Nenhuma briga nos oito dias de folia. Presença discreta e eficiente da Polícia Militar e das Secretarias Municipais de Saúde (SESAD) e de Limpeza Urbana (SELIM). Muitas famílias, casais com crianças (o que faz pensar a necessidade de atividades infantis), idosos, jovens, enfim. Uma celebração da alegria e da paz.
Desafios? São muitos. Há muito por fazer e melhorar. Em todos os sentidos: na estrutura, na organização, na programação, mas o importante é que o Carnaval Multicultural do Beco do Picado consolidou este espaço como um dos principais polos culturais da cidade e do Rio Grande do Norte.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Rastafeeling no Carnaval Multicultural do Beco do Picado 2015




A Banda Rastafeeling mais uma vez se apresenta em Parnamirim, desta feita no Carnaval Multicultural do Beco do Picado 2015, nesta sexta-feira (13/2), no Palco 2, a partir das 22h. A banda é composta por 7 (sete) profissionais, 5 (cinco) músicos, um roadie e uma produtora.
A banda fará 10 anos em 2015, atuando fortemente no mercado da música do Rio Grande do Norte e em outros estados, despontando no cenário do reggae brasileiro. Reggae com identidade própria, sem padrões de rotulagem, embasado nos conhecimentos da filosofia Rastafari.

Lysia Condé traz o espetáculo “Baile de Bambas” para o Carnaval Multicultural do Beco do Picado 2015



video
 O show “Baile de Bambas”, como o próprio nome sugere, é uma reverência que a artista Lysia Condé (no vídeo acima) faz aos grandes compositores e intérpretes, bambas do carnaval brasileiro de todos os tempos. E inclui vários gêneros que se popularizaram na festa do momo, como marchinhas, sambas, frevos e cirandas. A homenagem vai desde Chiquinha Gonzaga, Noel Rosa, Braguinha, Lamartine Babo, Zé Ketti, Dorival Caymmi, Silas de Oliveira, passando por Tom Jobim e Vinícius, Capiba, Chico Buarque, Edu Lobo, Capinam, Caetano Veloso até Lia de Itamaracá. Uma verdadeira celebração das músicas, autores e intérpretes que se tornaram “imortais” no cenário da música popular brasileira e que se evidenciaram e se popularizaram no carnaval.

O show ora composto contará com o talento, carisma e desenvoltura da intérprete Lysia Condé, artista de comprovado reconhecimento no Rio Grande do Norte e em outros estados brasileiros, e contará ainda com as primorosas execuções instrumentais de renomados nomes de nossa música, como Jow Ferreira, José Fontes, Darlan Marley, Dudu Campos e Paulinho. O roteiro e direção artística, que inclui a concepção do figurino de toda a banda, ficarão por conta da própria Lysia Condé e a direção musical, por Jow Ferreira.

Lysia Condé se apresenta no Carnaval Multicultural do Beco do Picado 2015, no Palco 1, nesta sexta-feira (13/2), às 21h.

Maguinho da Silva apresenta o Baile de in-própria-music no Carnaval Multicultural do Beco do Picado



Para o carnaval o Baile de in-própria-music, promovido por Maguinho da Silva (foto abaixo) e a  D malassomBROSband, apresenta um show musical especial com uma mistura de ritmos com composições de Maguinho da Silva, mescladas com outras sonoridades em sua edição de carnaval.

O Baile de in-própria- music agrega diversos conceitos, como numa feira de arte, no qual as pessoas trocam ideias sobre arte e tecnologia, expõem suas produções e dançam muito. O conceito “in-própria-music” se apresenta como um projeto coletivo de internet que tem como objetivo a interação entre a banda e o público, através de pontos, escolhas e remixes.

O projeto visual da “in-própria-music” também reproduz alguns dos conceitos de gambiologia ou gambiart, movimento estético brasileiro que se configura, no mundo atual, como uma solução viável, criativa e sustentável para as novas gerações. Muito dessas ideias estão presentes no figurino e na cenografia do palco.    

No repertório do Baile de in-própria-music teremos algumas faixas do primeiro CD da banda “e o pior qu’isso tudo não é ficção, um pouco das mais recentes composições de Maguinho daSilva e para edição de carnaval diversas canções com arranjos carnavalescos.

As composições de Maguinho daSilva tem como universo temático, a arte, tecnologia, as relações e comportamentos sociais que definem a identidade da cultura no cotidiano brasileiro. Como diz o próprio compositor “Essa música tem em seu DNA a mistura sambarocksteadyfunksoulbaião, algumas variações de drum-n’-bass, bossa-nova, carimbó e, aqui ou acolá, um tempero armorial”.

D malassomBROSband é composta por: Maguinho daSilva (guitarra, cavaquinho e voz), Sérgio Preto (baixo), Juscelino Brito (bateria), Valderi Filé (percussão) e DJ Samir.

Durante o show estará disponível para aquisição o CD “e o pior qu’isso tudo não é ficção...”, que foi vencedor na categoria de melhor CD do ano no Prêmio Hangar 2011 e teve a música “Me Chame com(o)’eu sou(L)”, escolhida como a Melhor Canção Popular do Festival MPBeco 2010.
Maguinho da Silva se apresenta no Carnaval Multicultural do Beco do Picado 2015, na próxima sexta-feira (13/2), às 18h, no Palco 2.